AS VANTAGENS DO TRATAMENTO PRECOCE DA CLASSE III

THE ADVANTAGES OF EARLY CLASS III TREATMENT

  • Bianca Gadelha de FREITAS
  • Glicya Oliveira VIDAL
  • André Marques COSTA
  • Jorge Lincolins Pereira SOARES
  • Antônia Laura Araújo CARVALHO
  • Marisa Manhas BOTELHO

Resumo

INTRODUÇÃO: A má oclusão de Classe III é caracterizada por uma discrepância anteroposterior, onde há um excesso de crescimento mandibular. Esta anomalia afeta psicologicamente os indivíduos portadores, devido ao envolvimento estético. Além disso, a função fica comprometida, podendo causar muitos desconfortos. Deste modo, o diagnóstico e o tratamento precoce são fundamentais para oferecerem ao paciente uma oclusão correta e um crescimento facial mais equilibrado, impedindo um agravamento da situação. OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo identificar as vantagens do tratamento precoce na Classe III. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão sobre: Tratamento precoce na Classe III. Para aprofundamento do tema, foi feito uma busca nas bases de dados: Pubmed, Periódicos CAPES, Scielo. Foram encontrados 40 artigos, sendo selecionados apenas 27, utilizando os descritores: Ortodontia, Ortodontia Preventiva e Classe III, no período de 2004 a 2016. CONCLUSÃO: Concluímos que o tratamento precoce é de suma importância, pois reestabelece a função e aperfeiçoa a estética. Desta forma, é preciso apresentar um bom diagnóstico e um adequado planejamento para o tratamento da má oclusão de Classe III.

##submission.authorBiography##

Jorge Lincolins Pereira SOARES

Universidade do Sagrado Coração

Referências

ARAUJO, E. A.; ARAUJO, C. V. Abordagem clínica não-cirúrgica no tratamento da má oclusão de Classe III. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial, v. 13, n. 6, p. 128-57, Dec. 2008.
BITTENCOURT, M. A. V. Má oclusão Classe III de Angle com discrepância ântero-posterior acentuada. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial, v. 14, n. 1, p. 132-42, Feb. 2009.
BITTENCOURT, M. A. v.; MACHADO, A. W. Prevalência de má oclusão em crianças entre 6 e 10 anos: um panorama brasileiro. Dental Press J Orthod., v. 15, n. 6, p. 113-22, Dec. 2010.
COZZA, P. et al. An orthopaedic approach to the treatment of Class III malocclusions in the early mixed dentition. Eur Journal Orthodont., v. 26, n. 2, p. 191-9, Apr. 2004.
CRUZ, R. M. Treatment of a Class III growing patient with mandibular prognathism and severe anterior crossbite. Dental Press J. Orthod., v. 17, n. 4, p. 148-59, Aug. 2012.
DAHER, W; CARON, J.; WECHSLER, M. H. Nonsurgical treatment of an adult with a Class III malocclusion. AJODO, v. 132, n. 2, p. 243-51. ,Aug. 2007.
FERNANDES, S. H. C. Má oclusão Classe III de Angle, subdivisão direita, tratada sem exodontias e com controle de crescimento. Dental Press J Orthod., v. 15, n. 6, p. 131-42, Dec. 2010.
GALLÃO, S. et al. Diagnóstico e tratamento precoce da Classe III: relato de caso clínico. Revista do Instituto de Ciências da Saúde, v. 30, n. 1, p. 104-8, jan./mar. 2013.
GONCALVES FILHO, S.; CHAVES, A.; BENVENGA, M. N. Apresentação de um caso clínico de Classe III de Angle, tratado com o aparelho extrabucal basculante inferior de ação reversa, proposto por Baptista. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial, v. 10, n. 1, p. 46-58, Feb. 2005.
GUZZO, S. C. et al. Ortodontia preventiva e interceptativa na rede de atenção básica do SUS: perspectiva dos cirurgiões-dentistas da Prefeitura Municipal de Florianópolis, Brasil. Ciência Saúde Coletiva, v. 19, n. 2, p. 449-60, Feb. 2014.
HEBLING, S. R. F. et al. Considerações para elaboração de protocolo de assistência ortodôntica em saúde coletiva. Ciências Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 1067-78, Aug. 2007.
MINOMI, F. M. A importância do tratamento ortodôntico precoce. 2014. 42 f. Monografia (Graduação) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Brasil, 2014.
PERRONE, A. P. R.; MUCHA, J. N. O tratamento da Classe III: revisão sistemática - Parte I. Magnitude, direção e duração das forças na protração maxilar. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial, v. 14, n. 5, p. 109-17, Oct. 2009.
TAMBURUS, W. et al. Ortodontia: terapia bioprogressiva. 1 ed. Ribeirão Preto: Tota livraria e editora, 2013.
Publicado
2019-11-20
Como Citar
FREITAS, Bianca Gadelha de et al. AS VANTAGENS DO TRATAMENTO PRECOCE DA CLASSE III. REVISTA FAIPE, [S.l.], v. 9, n. 2, p. 24-28, nov. 2019. ISSN 2179-9660. Disponível em: <http://revistafaipe.com.br/index.php/RFAIPE/article/view/131>. Acesso em: 12 dec. 2019.
Seção
ODONTOLOGIA