DEFICIÊNCIA TRANSVERSAL BIMAXILAR

RELATO DE CASO CLÍNICO

  • Ana Paula da Cunha BARBOSA
  • Luís Evaristo Ricci VOLPATO
  • Marco Antônio MATRONE
  • Eduvaldo Campos SOARES JUNIOR
  • Alexandre Meireles BORBA
  • André Luiz FERNANDES

Resumo

O tratamento da deficiência transversal maxilomandibular é muito variável e dependente da sua origem. Pode ser de origem esquelética, dentária ou de ambas. Quando o problema for esquelético, dependendo da idade óssea o ortodontista poderá optar pela disjunção ortopédica da maxila e da mandíbula, obter uma correção da atresia, um alinhamento dentário espontâneo e um sorriso mais amplo, beneficiando o paciente do ponto de vista estético e funcional. Para a correção da Discrepância Transversal Bimaxilar, em pacientes com maturação óssea, a melhor escolha é a Expansão Rápida da Maxila Assistida Cirurgicamente (ERMAC) e a Distração Osteogênica Mandibular (DOM), como mostrado neste relato de caso. O tratamento ortodôntico cirúrgico apresentado mostra melhora na forma do arco, diminuição do corredor bucal, correção do apinhamento dentário e, também estabilidade do tratamento, sem danos aos tecidos adjacentes. Usualmente, os ortodontistas utilizam-se de compensações ortodônticas, ou somente a ERMAC para o tratamento de pacientes com maturação óssea e estas compensações são instáveis, com um alto grau de recidiva, não se preocupando com a deformidade óssea da mandíbula, não atingindo assim objetivos funcionais e estéticos adequados. Neste caso clínico utilizamos a DOM e a ERMAC para a correção dentária, esquelética, funcional e estética da paciente.

Biografia do Autor

Ana Paula da Cunha BARBOSA

Doutora em Cirurgia Bucomaxilofacial e Docente da Universidade de Cuiabá - UNIC.

Luís Evaristo Ricci VOLPATO

Doutor em Odontologia e Docente da Universidade de Cuiabá - Unic

Marco Antônio MATRONE

Doutor em Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Docente em Harmonização Orofacial.

Eduvaldo Campos SOARES JUNIOR

Residente em Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Geral de Cuiabá.

Alexandre Meireles BORBA

PHd em Cirurgia Bucomaxilofacial e Coordenador da Pós-graduação em Odontologia da Universidade de Cuiabá - Unic

André Luiz FERNANDES

Doutorando em Cirurgia Bucomaxilofacial e Docente da Universidade de Cuiabá - UNIC

Publicado
2019-11-17
Como Citar
BARBOSA, Ana Paula da Cunha et al. DEFICIÊNCIA TRANSVERSAL BIMAXILAR. REVISTA FAIPE, [S.l.], v. 9, n. 2, p. 7-16, nov. 2019. ISSN 2179-9660. Disponível em: <http://revistafaipe.com.br/index.php/RFAIPE/article/view/172>. Acesso em: 12 dec. 2019.
Seção
ODONTOLOGIA