TRATAMENTO DE MORDIDA ABERTA ANTERIOR COM EXTRAÇÃO DE PRÉ-MOLARES SUPERIORES

relato de caso

  • Nayanne de Jesus Barbara Faipe
  • Carolina Mattar da Cruz Faipe
  • Adriana Aparecida Crepaldi Faipe
  • Ana Paula de Aguiar Faipe
  • Bruna Lorena dos Santos de Oliveira Faipe
  • Gyslainne Aparecida Rodrigues de Aguiar Faipe

Resumo

A mordida aberta anterior está entre as más oclusões de maior comprometimento estético-funcional, sendo definido como a presença de um trespasse vertical negativo entre as bordas incisais dos dentes anteriores superiores e inferiores. Sua etiologia é multifatorial e a conduta terapêutica a ser seguida está diretamente relacionada com a etiologia e com a época de intervenção, sendo o protocolo de tratamento diferenciado de acordo com a fase de crescimento dentário do paciente. Podemos encontrar na literatura uma diversidade de formas de tratamento apoiadas em diferentes mecanismos terapêuticos. Têm-se os aparelhos interceptores e funcionais, aparelho ortodôntico fixo associado ou não a exodontias, elásticos intermaxilares, aparelhos extrabucais, mentoneiras verticais, bite-blocks e tratamento ortodôntico-cirúrgico. Desta forma, este artigo tem por objetivo, relatar um caso clínico de uma paciente adulta classe II com mordida aberta anterior, que foi corrigida com exodontia de 2 pré-molares superiores.

Publicado
2018-03-20
Como Citar
BARBARA, Nayanne de Jesus et al. TRATAMENTO DE MORDIDA ABERTA ANTERIOR COM EXTRAÇÃO DE PRÉ-MOLARES SUPERIORES. REVISTA FAIPE, [S.l.], v. 7, n. 2, p. 58-65, mar. 2018. ISSN 2179-9660. Disponível em: <http://revistafaipe.com.br/index.php/RFAIPE/article/view/83>. Acesso em: 25 mar. 2019.
Seção
Odontologia

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##